Descrição

Os santuários de montanha são templos religiosos repletos de significado e representatividade que coroam os pontos mais altos deste território, dominando os extensos vales e as paisagens em redor. A devoção mariana à Senhora da Lage remonta a finais do século XVI, inícios do século XVII. Inicialmente evocada como protetora dos muitos males que afetavam a população, com o decorrer do tempo a Senhora da Lage torna-se advogada dos campos e das boas colheitas. Este ponto, situado a 870 metros de altitude, é um importante local de devoção popular, palco da grande romaria que se celebra a 3 de maio, muito concorrida pelas gentes da serra e dos municípios vizinhos. Apelidada de Festa da Senhora da Lage é, também, designada por Festa das Cruzes, dado o elevado número de cruzes representativas das diversas freguesias que participam nas cerimónias.

Pias e vista para o vale de Arouca
Campainhas-amarelas

Património Natural

Biodiversidade Nos afloramentos rochosos e arrelvados de montanha perto da Senhora da Lage, concentra-se uma enorme diversidade florística, com muitos endemismos e espécies raras, destacando-se a fritilária, a maceróvia-pedunculada, o pólio-das-rochas, o mirtilo, o saramago-das-rochas, a centáurea, as campainhas-amarelas, a cravina-de-plumas e o dente-de-cão. Nas ribeiras do planalto estão presentes turfeiras com narciso-das-turfeiras, cervum, lameirinha, margariça, orvalhinha e esfagno. No planalto da Freita, a víbora-cornuda e o melro-das-rochas encontram o seu habitat de eleição, e nas corgas que descem do planalto, o azevinho é dos poucos arbustos a prosperar. Património geológico A Senhora da Lage foi assim batizada por estar instalada em enormes lajedos graníticos, integrados no planalto da serra da Freita. Este constitui uma vasta superfície aplanada, cuja altitude aproximada é de 1000 metros, onde pontuam elevações residuais de granito. Nestes ocorrem diversas e singulares geoformas esculpidas pela meteorização e erosão do maciço rochoso. Uma observação atenta destas rochas permite encontrar, por exemplo, curiosas pias que servem de bebedouros naturais da vida selvagem. Próximo da Senhora da Lage merecem particular destaque as paredes naturais graníticas escarpadas, muito procuradas pelos praticantes de escalada e rapel.

Melro-das-rochas
Dente-de-cão
Pedras cebola
Bolas quartzodioríticas da Granja
Víbora-cornuda
Santuário da Senhora da Lage